Sports USA

De forma espetacular Jones nocauteia Cormier e recupera seu cinturão

UFC.com

Quando perdeu o cinturão dos meio-pesados por conta de problemas pessoais e polêmicas fora do octógono, Jon Jones era soberano em sua divisão e considerado um dos maiores lutadores de todos os tempos. Em seu retorno ao Ultimate neste sábado (29), ele provou que ainda é exatamente tudo isso.

Na luta principal do UFC 214, “Bones” venceu seu arquirrival Daniel Cormier por nocaute no terceiro round e recuperou o título da categoria cerca de dois anos e meio após sua última defesa – exatamente sobre Cormier, em janeiro de 2015.

O duelo começou acelerado, com ambos colocando as desavenças na ponta das luvas e buscando resolver o combate desde o início. Após dois rounds muito equilibrados, Jones conectou um chute na cabeça do campeão no terceiro assalto e não permitiu que ele se recuperasse com uma chuva de golpes que acabaram definindo a luta.

Após receber o cinturão dos meio-pesados de volta, Jones deixou a rivalidade de lado para elogiar e consolar Cormier, que chorava, desolado, no octógono. O novo campeão falou do rival como “um ótimo atleta, pai, parceiro de treinos e eternamente um campeão”.

E ainda teve tempo para pensar no futuro, já que Jones encerrou seu discurso desafiando o ex-campeão dos pesos-pesados, Brock Lesnar: “Se você quiser saber como é apanhar de um cara bem mais leve, fale comigo”.

Woodley frustra jogo de Demian Maia e segue com o cinturão
Em um verdadeiro jogo de xadrez, Tyron Woodley superou Demian Maia por decisão unânime na luta co-principal do UFC 214 e defendeu o cinturão dos meio-médios do Ultimate. Ambos lutadores entraram no octógono com estratégias bem definidas: o brasileiro queria levar o duelo para o chão a todo custo, e o norte-americano não ousaria testar o jiu-jítsu de Demian.

Isso fez com que boa parte dos 25 de minutos de combate fosse de estudo e cautela, uma vez que o brasileiro evitava entrar no raio de ação de Woodley, que, por sua vez, circulava no octógono dificultando as tentativas de queda – ao todo, o campeão frustrou 25 entradas do paulista.

Esta foi a terceira defesa de título de Woodley, após um empate e uma vitória por decisão majoritária em dois duelos contra Stephen Thompson.

Finalmente Cris Cyborg conquista o cinturão do UFC
O Ultimate tem uma nova campeã e ela é brasileira. Na noite de sábado, Cris Cyborg venceu Tonya Evinger por nocaute técnico no terceiro assalto no UFC 214 e conquistou o cinturão do peso-pena feminino. E foi uma vitória incontestável.

Muito mais técnica e com os golpes mais potentes, Cyborg teve o controle do duelo a todo momento na trocação, tendo sido colocada no chão apenas uma vez e por poucos segundos por Evinger. A norte-americana, no entanto, mostrou muito coração e um queixo muito duro, e resistiu ao castigo da brasileira, sucumbindo apenas após uma sequência de joelhadas no clinch.

Cyborg chega a 19ª luta de invencibilidade na carreira e se torna a primeira lutadora a conquistar os títulos do UFC, Strikeforce e Invicta FC, colocando mais um forte argumento em seu currículo para ser considerada a maior lutadora de todos os tempos.

Veja todos os resultados do UFC 214
CARD PRINCIPAL
Jon Jones venceu Daniel Cormier por nocaute aos 3m01s do 3º round;
Tyron Woodley venceu Demian Maia por decisão unânime (50-45, 49,46, 49-46);
Cris Cyborg venceu Tonya Evinger por nocaute técnico aos 1m56s do 3º round;
Robbie Lawler venceu Donald Cerrone por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28);
Volkan Oezdemir venceu Jimi Manuwa por nocaute aos 42s do 1º round;

CARD PRELIMINAR
Ricardo Lamas venceu Jason Knight por nocaute técnico aos 4m34s do 1º round;
Aljamain Sterling venceu Renan Barao por decisão unânime (29-28, 29-27, 30-26);
Brian Ortega venceu Renato Moicano por finalização (guilhotina) aos 2m59s do 3º round;
Calvin Kattar venceu Andre Fili por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27);
Alexandra Albu venceu Kailin Curran por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28);
Jarred Brooks venceu Eric Shelton por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28);
Drew Dober venceu Joshua Burkman por nocaute aos 3m04s do 1º round.

Deixe sua resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com