Sports USA

Veja cinco motivos para não perder o UFC 214

UFC/Site oficial

Na maioria dos casos, o retorno de Jon Jones seria motivo suficiente para assistir o UFC 214. Porém, Cormier x Jones 2 é apenas uma de três disputas de títulos do UFC 214, que terá 14 atletas em ação neste sábado (29).

Some ainda o fato de “Bones” estar enfrentando seu arquirrival e atual campeão meio-pesado Daniel Cormier e a expectativa cresce ainda mais. Não bastasse tudo isso, o ex-campeão meio-médio Robbie Lawler faz seu aguardado retorno contra Donald Cerrone em uma candidata à Luta do Ano, que está sendo planejada há quase um ano. Mas, vamos aos cinco maiores motivos para você ficar ligado no mega evento deste final de semana.

Qual Jon Jones veremos?
Da última vez que Jon Jones teve o cinturão do UFC, ele era um ícone invencível cuja lenda estava crescendo a cada defesa de título. A maneira como ele lidou com Cormier no primeiro duelo foi uma performance que ainda não recebeu todos os elogios que merece. Cormier nunca perdeu no MMA profissional, exceto naquela noite de sábado em janeiro de 2015 para Jones, que dominou o combate.

Mas com apenas uma luta para avaliá-lo desde então – vitória por decisão unânime sobre Ovince Saint Preux em abril de 2016 – é justo pensar qual Jones vai aparecer em Anaheim. Já se passaram mais de quatro anos desde que Jones finalizou ou nocauteou um oponente, apesar de ele ter, ao lado de Chuck Liddell, o maior número de vitórias como estas na era moderna.

Jones tem o maior índice de defesas de queda na história da divisão (94,6%) e foi derrubado apenas uma vez por DC no primeiro duelo. Quando Cormier aplica duas ou mais quedas em uma luta, ele está 7-0.

A rivalidade entre Jones e Cormier torna a luta principal do UFC 214 imperdível. A verdadeira pergunta é qual lutador precisa mais da vitória: Cormier, que ficou devastado ao perder o primeiro duelo? Ou Jones, que quer reconstruir seu legado e reconquistar o título?

Conseguirá Demian derrubar Woodley?
Quando Tyron Woodley e Demian Maia estão em pé, o campeão tem uma grande vantagem. Ele bate forte (veja o nocaute sobre Lawler que lhe deu o título) e terá a vantagem da velocidade sobre Maia.Mas assim como Woodley deve dominar a trocação, Maia terá a mesma vantagem se a luta for para o chão.

O problema para Demian é que Woodley tem o maior índice de defesas de queda na história dos meio-médios, com 95,2% e é o segundo na história atrás apenas do ex-campeão Renan Barão, que nunca foi derrubado. Demian está esperando por essa disputa de título há anos e vem de sete vitórias seguidas com três finalizações. Ele terá sua chance contra Woodley.

Conseguirá Cyborg garantir seu lugar de campeã peso-pena?
Cris Cyborg lutou duas vezes pelo UFC e agora terá a chance de conquistar o cinturão ao encarar a campeã peso-galo do Invicta FC Tonya Evinger. Foi estranho ver a brasileira de fora da disputa pelo cinturão inaugural do peso-pena, entre Germaine de Randamie e Holly Holm no UFC 208.

Agora, Cyborg está no lugar que merece, lutando por um título que parece destinado a ela. Evinger é um desafio formidável para a lutadora mais temida do planeta. A terceira luta de título do card deverá pegar fogo.

O quão louca será a luta entre Lawler e Cowboy?
A luta foi marcada originalmente para o UFC 205 em Nova York, em novembro de 2016, mas, após duas tentativas frustradas de fazê-la acontecer, a Califórnia saiu como grande vencedora. Lawler x Cerrone promete ser um duelo de trocação para a história.

Lawler, renovado após um ano longe do octógono, volta para buscar uma nova chance de disputar o título. Cerrone sofreu sua primeira derrota como meio-médio em sua última luta contra Jorge Masvidal e certamente buscará retomar a boa fase contra o ex-campeão.

Conseguirá Manuwa garantir seu title-shot?
Jimi Manuwa e Jon Jones foram oferecidos a Cormier para sua terceira defesa de título, e ele escolheu o segundo por motivos óbvios. Mas Manuwa vem em boa fase desde o ano passado, tendo nocauteado seus dois últimos oponentes.

Seu parceiro de treinos Alexander Gustafsson pediu a disputa de cinturão após nocautear Glover Teixeira. Mas se Manuwa conseguir parar o 5º colocado no ranking, Volkan Oezdemir, ele terá três vitórias seguidas e talvez conquistará o direito de enfrentar o vencedor de Jones x DC.

Deixe sua resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com