Sports USA

Como seria um time da NCAA disputando a NFL?

Philadelphia Eagles/Site oficial

Apesar de ambas as ligas serem de futebol americano de alto nível, NFL e NCAA tem várias diferenças e muitas peculiaridades. Mesmo assim, quem nunca teve a curiosidade de saber como um bom time do college se comportaria jogando na NFL? Pois bem, este ano estamos tendo a chance de saber a resposta para essa questão assistindo ao Philadelphia Eagles.

Comandado pelo besta ou bestial técnico Chip Kelly, que fez história na Universidade de Oregon, à frente do Oregon Ducks entre 2009 e 2012, os Eagles utilizam um sistema de jogo muito comum em equipes do College Football, principalmente no ataque, onde os passes rápidos e normalmente curtos acabam deixando o ataque pouco tempo em campo, com isso, a defesa que apesar de jogar nos moldes da NFL não consegue resistir depois que se cansa e vira presa fácil.

E tudo isso foi escolha do próprio Chip Kelly, que nesta temporada, pela primeira vez desde que assumiu o Eagles em 2013, recebeu total poder na montagem de sua equipe. Mas o que ele fez foi uma verdadeira seleção de jogadores com passado glorioso no college, mas que não vinham conseguindo se firmar na NFL.

E o resultado não tem sido muito bom. Apesar de ter feito alguns bons jogos, em sua maioria o time está sofrendo, tanto que faz uma campanha negativa de quatro vitórias e seis derrotas. Para compararmos, em suas duas primeiras temporadas quando não teve tantos poderes, o treinador que chegou a esta temporada com status de gênio havia terminado com 10v6d.

Prova de fogo

Mas, a principal prova de que Kelly trabalha em um modelo colegial de football veio no último fim de semana, na semana 11, quando o Eagles teve pela frente o frágil Tampa Bay Buccaneers. Enfrentando o quarterback novato Jameis Winston, que acabou de deixar a universidade, o Eagles foram atropelados por 45 a 17.

Trocas

Nos Estados Unidos, inclusive o cargo e status de Kelly estão em cheque tudo isso porque a maioria (se não todos) dos especialistas questionam o trabalho feito pelo treinador na off-season, quando ele trocou diversos jogadores com outros times.

Em três anos, Chip Kelly se livrou de dois ídolos locais LeSean McCoy e DeSean Jackson, além de deixar uma incógnita na posição de quarterback ao trocar Sam Bradford por Nick Foles. O treinador também é culpado pela bagunça completa nas linhas ofensivas e defensivas que são incapazes de bloquear os adversários.

Mas talvez seu maior erro seja o caminhão de dinheiro que o treinador deu para DeMarco Murray se juntar a sua equipe, ignorando o fato que o sucesso do jogador em Dallas aconteceu graças a forte linha ofensiva dos Cowboys, e ao talento de Dez Bryant que deixa qualquer defesa preocupada em marcar o passe e assim sobra mais espaço para o jogo corrido.

Passado

Outros especialistas defendem a teoria que Chip Kelly só sabe trabalhar quando tem os melhores jogadores disponível. Já que quando ele estava em Oregon, ele tinha um enorme orçamento, graças ao fundador da Nike, Phil Knight, além de ter em seu poder 85 bolsas de estudo para jogadores, ou seja, recrutava o que havia de melhor no nível colegial, e assim sempre tinha jogadores saudáveis ​​e talentosos. Já na NFL ele não obteve o mesmo sucesso, e seu sistema de jogo (principalmente no ataque) não apaga deficiências de talento que seu time sofre.

Futuro

Além de tudo isso, não é de hoje que há um boato que em 2016 Chip Kelly voltará a treinar alguma equipe da NCAA, sendo a USC (Universidade da Carolina do Sul) a favorita para levar o treinador. Além disso, outras universidades e até mesmo o Tenneessee Titans, também já demonstraram interesse no treinador.

Um comentário

  1. Pingback: Conheça a tradição do dia de ação de graças e sua relação com a NFL – SportsUsa

Deixe sua resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com